Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Ouvir o vento

por seila, em 05.01.15

                                                                    (Foto minha)

 

Gosto de te ouvir passando, rasando, beijando as copas frondosas do pinhal.

Vergam-se os ramos embalados na suave leveza de quem dança.

Chamam por ti baixinho como quem reza, meladas, sequiosas de afagos.

Eu, sinto-te na pele. Frescura inebriante percorrendo-me o corpo imóvel.

Descaem as pálpebras, apuram-se os sentidos.

És brisa subtil atiçando desejos, nascente de sonhos feitos de tule esvoaçante, vivos no limbo da imaginação.

E tu segues, nem pensas voltar atrás.

Vais zombeteiro, correndo alegre de te saberes provocante. Esse é teu destino.

Gosto de te ouvir passar no silêncio, rasando, beijando as copas frondosas do pinhal.

 

Seilá, 6 de Agosto de 2014

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:03



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D