Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Feliz Ano Novo

por seila, em 01.01.15

 

E lá vimos partir mais um ano.

Estava velho coitado! Resistiu até ao último segundo, depois, ao bater da meia-noite exalou o último suspiro.

Foi então que, em pleno Inverno, floresceu um novo ano.

Veio cheio de vigor e boas intenções.

Ah, mas oiço alguém por aí dizer – olha que de boas intenções está o inferno (mundo) cheio!

Pois que assim será, talvez uma verdade incontestável, mas ele veio tão lindo, tão brilhante de sol, parece-me tão cheio de promessas…

Não queremos mais promessas, queremos factos, tudo a que temos direito preto no branco.

Então o Novo Ano contou e recitou para todos que desejava ser mais leve, mais justo, mais alegre, mais compreensivo, mais protector, mais positivo, menos conturbado, menos confuso, acima de tudo menos desigual.

É assim que todos os anos nascem, cheios de força e desejo de fazer mais e melhor.

Acho que todos nós temos uma estrelinha que nos guia os passos e nos faz viver, esperando.

           Eu chamo-lhe Esperança.

Trago dela a mala de porão cheia e é com ela que desejo a todos um verdadeiro Feliz Ano Novo.

 

 

Seilá, 1 de Janeiro de 2015

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:57



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D