Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Deixa ir

por seila, em 03.11.14

                                                                         (foto minha)

 

Deixa ir… dissolver-se nas tuas lágrimas, arrastar-se no vento, diluir-se na vida que te chama.

Apagar-se? Isso não te sei prometer, mas o sopro da tempestade há-de passar e um dia, verás que as gaivotas levantam voo rumo ao mar.

E uma nova ponte irás construir. Ao princípio será tosca? Não importa, ela crescerá numa obra perfeita.

Porque às vezes, amar não basta.

Não sofras mais por favor. Parte-se-me o coração saber que choras.

Se eu pudesse, tomaria as tuas dores em meu peito e no maior carinho seria todo teu, o meu colo. Secar-te-ia as lágrimas com as pontas dos dedos embalando-te como quando eras menino.

E quando te visse dormir vencido de cansaço eu iria rezar pedindo que tivesses sonhos de anjos.

Se eu pudesse!

 

 

Seilá, 2 de Janeiro de 2014

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:16



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D